Após desabastecimento nos postos de saúde, Bauru recebe doses da vacina contra catapora

  • 20/02/2024
(Foto: Reprodução)
Suspensão das entregas de novos imunizantes ocorreu porque a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) precisou mudar o processo de produção da vacina, em março de 2023. Desde o início de 2024 postos de saúde da cidade registravam falta de doses. Vacinação contra catapora faz parte do calendário anual Maria Lima/G1 Bauru (SP) recebeu 600 de doses da vacina contra a varicela, popularmente conhecida como catapora. Desde o início do ano, o município apresentava falta do imunizante e estoque vazios em postos de saúde. 📲 Participe do canal do g1 Bauru e Marília no WhatsApp A queda na distribuição do imunizante ocorre desde 2023, e a expectativa era de que fosse solucionado até dezembro, como informado pelo Ministério da Saúde, responsável pela distribuição do imunizante aos municípios. A pasta havia alegado que a suspensão das entregas de novos imunizantes ocorreu porque a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) precisou mudar o processo de produção da vacina, em março de 2023. Com a chegada das doses no início de fevereiro, a Secretaria de Saúde de Bauru informou que houve imediatamente o reabastecimento da vacina nas unidades de saúde. A aplicação da vacina nas crianças ocorre em duas doses: uma com um ano e três meses de idade e o reforço, aos quatro anos. Criança sendo vacinada contra catapora Reprodução/TV Gazeta Aspectos da doença A catapora, também chamada de varicela, é uma doença infecciosa e altamente contagiosa causada pelo vírus varicela-zoster. Ela se manifesta com mais frequência em crianças, geralmente com quadros leves. Em adultos, pode ser grave, com sintomas mais intensos e complicações mais sérias. O principal sintoma da catapora são lesões na pele, como se fossem bolhas, acompanhadas de muita coceira. O paciente também pode ter febre baixa, cansaço, dor de cabeça e perda de apetite. A varicela é uma doença comum no mundo todo e mais prevalente no final do inverno e início da primavera. O Ministério da Saúde estima cerca de três milhões de casos da doença por ano no Brasil. As regiões com maior número de internações são Sudeste e Nordeste. 💉 A melhor forma de prevenção é a vacina. O SUS disponibiliza a tetra viral, que protege contra sarampo, caxumba, rubéola e catapora, e também uma versão monovalente, apenas para a varicela. A Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm) recomenda que todas as crianças, adolescentes e adultos suscetíveis que não tiveram catapora sejam vacinados. Saiba mais sobre a catapora: Transmissão: a catapora é facilmente transmitida para outras pessoas. O contágio acontece por meio do contato com o líquido da bolha ou pela tosse, espirro, saliva ou por objetos contaminados pelo vírus; Sintomas: manchas vermelhas e bolhas no corpo, mal estar, cansaço, dor de cabeça, perda de apetite e febre baixa. Os sinais começam entre 10 a 21 dias após o contágio da doença. Como as bolhas surgem: inicialmente, elas aparecem na face, no tronco ou no couro cabeludo, se espalham e se transformam em pequenas vesículas cheias de um líquido claro. Em poucos dias, o líquido escurece e as bolhas começam a secar e cicatrizam. Este processo causa muita coceira, que pode infeccionar as lesões devido a bactérias das unhas ou de objetos utilizados para coçar. Isolamento: o paciente com catapora precisa ficar isolado até que as lesões de pele estejam cicatrizadas, o que acontece, em média, em duas semanas. Mãos, vestimentas e roupas de cama, além de outros objetos que possam estar contaminados, devem passar por higienização rigorosa. Tratamento: em geral, são utilizados analgésicos e antitérmicos para aliviar a dor de cabeça e baixar a febre. Antialérgicos e compressas de água fria podem ser usadas para diminuir a coceira. Não se deve coçar as bolhas e as crostas não devem ser retiradas. Permanganato de potássio e pasta d'água também podem ajudar a secar as feridas. Não se automedique: procure ajuda médica. Veja mais notícias da região no g1 Bauru e Marília Confira mais notícias do centro-oeste paulista:

FONTE: https://g1.globo.com/sp/bauru-marilia/noticia/2024/02/20/apos-desabastecimento-nos-postos-de-saude-bauru-recebe-doses-da-vacina-contra-catapora.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

Anunciantes