Búfalas de Brotas são levadas para 'novos lares' e fazenda onde ocorreram maus-tratos não tem mais animais; VÍDEO

  • 12/02/2024
(Foto: Reprodução)
No sábado (10), a última transferência foi feita e agora, 800 dias depois de serem resgatados com fome e sede, não há mais nenhum búfalo ou cavalo na Fazenda Água Sumida. Búfalas que sofreram maus-tratos em Brotas deixam Fazenda Água Sumida "Não é simplesmente que aqui termina, aqui começa". É assim que Vitor Favano, ativista e fundador do Santuário Vale da Rainha, classifica a nova fase das búfalas de Brotas (SP), que deixaram o local onde sofreram maus-tratos e foram transferidas para dois santuários de animais, nomeados os depositários do rebanho pela Justiça. (Veja o vídeo acima.) 📲 Participe do canal do g1 São Carlos e Araraquara no WhatsApp No sábado (10), o último transporte de animais foi feito e agora, 800 dias depois de serem resgatados com fome, sede e abandonados para morrer, não há mais nenhum búfalo ou cavalo na Fazenda Água Sumida. Búfalas que foram encontradas em situação de maus-tratos em Brotas são transferidas para novo lar Larissa Maluf/Arquivo Pessoal Antes de partirem com os animais ao novo lar, os voluntários se reuniram e fizeram um momento de reflexão e agradecimento. Emocionados, eles também fixaram uma faixa na cerca da fazenda com os seguintes dizeres: "Os ossos de nossas antepassadas imantados pela nova de hoje serão os guardiões desse lugar para que como aconteceu dessa vez, aconteça sempre: que o bem vença a ignorância e o egoísmo sempre, restabelecendo o plano divino nessa terra e em todo lugar". Búfalas que foram encontradas em situação de maus-tratos em Brotas são transferidas para novo lar Larissa Maluf/Arquivo Pessoal Os mais de mil animais que estavam na fazenda foram para os seguintes locais: 575 búfalos e 55 cavalos foram para o Santuário Vale da Rainha, em Cunha (SP); 400 búfalos foram para o Santuário Rancho dos Gnomos, em Cotia (SP). Búfalo Arvol foi o último bubalino a ser retirado da Fazenda Água Sumida, em Brotas Larissa Maluf/Arquivo Pessoal "Hoje nós encerramos toda trajetória, toda guerra de Brotas. Daqui pra frente eles vão ter vida digna, vão viver com dignidade, com amor, carinho, liberdade, vão viver assistidos. E graças ao apoio de vocês, de muita gente, a gente conseguiu chegar até aqui. A gente conta ainda com essa colaboração que ainda vamos precisar, não é simplesmente que aqui termina, aqui começa, aqui eles vão viver 15, 20 e 30 anos e para isso nós vamos precisar de muito apoio", disse Favano. O prazo dado pela Justiça para que as entidades de proteção realizassem o manejo do rebanho e deixassem a propriedade venceria nesta segunda-feira (12). Recomeço Cavalos que foram encontrados em situação de maus-tratos em Brotas são transferidos para novo lar Larissa Maluf/Arquivo Pessoal O médico veterinário Maurice Vidal, que atuou no resgate das búfalas assim que elas foram encontradas e agora continua nos cuidados do rebanho que foi para Cunha (SP), disse que é um misto de sentimento ver os animais livres. "Nem nos meus melhores momentos eu achava que ia terminar tão bem assim. Então, tudo foi um desafio, o tempo que a gente tinha, a quantidade de animais que nós tínhamos que transportar, e super feliz em dizer que nenhum animal se machucou durante e nem depois do transporte, que hoje a gente fecha um livro para começar outro, em outro lugar diferente, e pra esses animais viverem felizes, e curtirem a aposentadoria deles nos melhores lugares do mundo", declarou. Em 2021, Vidal disse ao g1 que a situação dos animais era muito crítica e que alguns casos de mortes ele só havia visto em livros acadêmicos. Búfalas que foram encontradas em situação de maus-tratos em Brotas são transferidas para novo lar Larissa Maluf/Arquivo Pessoal Como ajudar as novas entidades que cuidam dos animas? Desde novembro de 2023 com a tutela das búfalas, os santuários Vale da Rainha e Rancho dos Gnomos fazem diversas ações para arrecadar dinheiro e arcar com os custos dos animais. Búfalas que foram maltratadas deixam fazenda em Brotas Larissa Maluf/Arquivo Pessoal Quem quiser acompanhar o trabalho desenvolvido pelas entidades e doar algum valor para a causa pode acessar a página oficial das Búfalas de Brotas no Instagram. Cronologia NOVEMBRO DE 2021: Em novembro de 2021, após denúncias, a Polícia Ambiental encontrou mais de mil búfalas em situação de abandono em uma fazenda de Brotas. De acordo com a polícia, os animais estavam em péssimas condições, sem comida e água. Pelo menos 22 deles já estavam mortos. Voluntários se mobilizaram para cuidar dos animais e, liderados por Alex Parente, da ONG Amor e Respeito Animal (ARA), começaram a trabalhar na recuperação dos bubalinos, além de travar uma briga judicial pela tutela do rebanho que foi doado à ONG no dia 20 de janeiro. Carcaças de búfalas que morreram em fazenda de Brotas Fabio Rodrigues/g1 DEZEMBRO DE 2021: Pelo menos 98 carcaças de búfalos foram localizadas e desenterradas por peritos da Universidade de São Paulo (USP) e Universidade Estadual Paulista (Unesp) na fazenda. O relatório final da perícia ambiental concluiu que as búfalas passaram por mais de um período de estresse, sem alimento e água. O pecuarista Luiz Augusto Pinheiro de Souza, dono da fazenda Água Sumida, foi denunciado pelo crime de maus-tratos contra pelo menos 991 búfalos e cavalos vivos e 137 animais que morreram ou foram encontrados mortos. Também foi denunciado por ameaça, falsificação de documentos e falsidade ideológica. JANEIRO DE 2022: A 1ª Vara de Justiça de Brotas determinou que as mais de mil búfalas fossem doadas a ONG Amor e Respeito Animal (ARA), que cuida dos animais desde novembro de 2021. A Divisão de Capturas da Polícia Civil prendeu o pecuarista Luiz Augusto Pinheiro de Souza. Ele foi encontrado pela polícia em São Vicente, no litoral de São Paulo, enquanto saia de um mercado. Ele era considerado foragido da Justiça, e sua prisão foi decretada em dezembro de 2021. O fazendeiro de Brotas acusado de maus-tratos, Luiz Augusto Pinheiro de Souza Reprodução/TV Globo JUNHO DE 2022: A Justiça de Brotas concedeu liberdade provisória ao fazendeiro Luiz Augusto Pinheiro de Souza. A Justiça também determinou que o espólio da Fazenda Água Sumida pague mensalmente R$ 55 mil para custear parte do tratamento e manejo das búfalas que foram encontradas em situação de maus-tratos no local em novembro de 2021. NOVEMBRO DE 2022: 1 ano do resgate das búfalas de Brotas. Confira as fotos. Uma decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) permitiu que os donos da fazenda Água Sumida, em Brotas vendessem parte do rebanho de búfalas que estão sob os cuidados da ONG Amor e Respeito Animal (ARA). MARÇO 2023: TJ-SP confirma, em 2ª instância, que as búfalas sejam doadas para a ONG ARA. Alex Parente, presidente da ONG ARA Fabio Rodrigues/g1 OUTUBRO 2023: ONG ARA não é mais depositária dos animais. Para a Justiça, a ONG deixou de apresentar documentos de registros, plano de manejo e não realizou a devida manutenção na fazenda, permitindo que animais invadissem propriedades. A família do fazendeiro acusado de maus-tratos é nomeada nova depositária e manifesta desejo de vender os animais. NOVEMBRO 2023: Duas novas entidades se apresentam ao Ministério Público e à Justiça e são as novas depositárias dos animais. Com a nova decisão, o Santuário Vale da Rainha e a Associação Santuário Ecológico Rancho dos Gnomos (Aserg) assumiram a responsabilidade pelos animais. E, a partir da nomeação, eles têm até 90 dias para realizar o manejo do rebanho e deixar a propriedade. DEZEMBRO 2023: Após dois anos, as búfalas que sofreram maus-tratos começam a deixar a Fazenda Água Sumida e passam a viver em seus novos lares. FEVEREIRO 2024: Todos os animais são retirados da Fazenda Água Sumida. Búfalas que foram encontradas em situação de maus-tratos em Brotas são transferidas para novo lar Larissa Maluf/Arquivo Pessoal REVEJA VÍDEOS DA EPTV: Veja mais notícias da região no g1 São Carlos e Araraquara.

FONTE: https://g1.globo.com/sp/sao-carlos-regiao/noticia/2024/02/12/bufalas-de-brotas-sao-levadas-para-novos-lares-e-fazenda-onde-ocorreram-maus-tratos-nao-tem-mais-animais-video.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

Anunciantes