Com 21 mortes, região de Piracicaba registra mês mais letal no trânsito desde junho de 2023

  • 23/04/2024
(Foto: Reprodução)
Com a atualização, a região soma 50 mortes no trânsito no primeiro trimestre de 2024, o mesmo número que os três primeiros meses do ano passado. Veículo arremessado contra poste em Limeira, em acidente que deixou um morto em 9 de março Jhonathan Henrique/ TV Agora A região de Piracicaba (SP) registrou, em março deste ano, o mês mais letal no trânsito desde junho de 2023. Foram 21 óbitos no período. Os dados são do Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo (Infosiga SP). Com a atualização, a região soma 50 mortes no trânsito no primeiro trimestre de 2024, o mesmo número que os três primeiros meses do ano passado. Veja as estatísticas mensais de óbito desde janeiro de 2023 abaixo: A cidade com maior número de ocorrências foi Piracicaba, com sete óbitos, seguida por Limeira, com seis. Já a SP-304 foi a única via com mais de uma morte. Em 24 de março, ela foi palco de dois óbitos, em Águas de São Pedro (SP), em uma colisão entre um ônibus e um carro, em uma rotatória. As vítimas eram um homem e mulher que estavam no carro. A seguir, veja os detalhes das 21 mortes registradas na região no mês passado: A maioria das vítimas dos acidentes fatais na região ocupavam automóvel ou moto, com cinco casos cada. Em um dos casos com moto, em 8 de março, o motociclista bateu contra um ônibus de transporte coletivo, no Jardim Lagoa Nova. A vítima era um jovem de 18 anos, de acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública (SSP) de São Paulo. Também perderam a vida no trânsito da região no período quatro pedestres e quatro ciclistas. Em uma das ocorrências, na noite de 9 de março, um homem morreu após ser atropelado por um carro na altura do bairro dos Lopes na Rodovia Anhanguera (SP-330), em Limeira (SP). O acidente ocorreu quando a vítima estava atravessando a via. Já o tipo de acidente mais registrado no último mês foi de colisões, que é quando um veículo bate em outro em movimento. Um deles teve como vítima o músico de Iracemápolis (SP) Paul Lennon Wesley Frick, de 34 anos. O acidente foi flagrado por uma câmera de monitoramento (assista abaixo). Homem morre após ter carro atingido por Land Rover em Limeira Na imagens, é possível ver que uma Land Rover atravessa o semáforo das Ruas Treze de Maio e Sete de Setembro no Centro, em Limeira. O motorista do carro de luxo segue, aparentemente em alta velocidade, e acerta o Astra ocupado por Paul, que é arremessado contra um poste e fica preso entre a estrutura e a parede de uma loja. Vítima do acidente envolvendo carro de luxo em cruzamento do Centro de Limeira (SP) é Paul Lennon Wesley Frick, de 34 anos. Reprodução/Rede Social Paul Lennon Frick Paul estava dentro de uma das faixa etárias com maior número de mortes no trânsito em março. Pelo gráfico abaixo é possível ver vítimas de diferentes idades nos acidentes fatais. Entre elas, jovens de 18 a 24 anos, com três óbitos, assim como a faixa entre 70 e 74 anos. Carro de João Vitor Scarassati, de 23 anos, que morreu em acidente em Piracicaba, em 4 de julho de 2023 Edijan Del Santo/ EPTV A região de Piracicaba (SP) registrou em 2023 o maior número de mortes no trânsito em sete anos. No período, 195 pessoas que perderam a vida em acidentes, segundo dados do Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo (Infosiga). O último ano com maior número de vítimas de acidentes fatais foi 2016, com 202. Porém, desde 2018, o total de óbitos por este tipo de causa vem aumentando na região. Veja no gráfico abaixo: Considerando todos os acidentes, a via com maior número de mortes foi a SP-304, identificada como Rodovia Luiz de Queiroz e Geraldo de Barros, de acordo com o trecho dela na região. Foram 17 óbitos na rodovia. Veja abaixo as rodovias com mais óbitos no último ano: Rodovia Luiz de Queiroz/ Geraldo de Barros (SP-304) - 17 mortes Rodovia Comendador Mário Dedini (Rodovia do Açúcar) - 10 mortes Rodovia Anhanguera (SP-330) - 10 mortes Rodovia Dep. Laércio Corte/ Samuel de Castro Neves (SP-147) - 9 mortes Rodovia Comendador Américo Emilio Romi/ Luis Ometto (SP-306) - 7 mortes Rodovia Cornélio Pires (SP-127) - 7 mortes Já em relação a vias municipais, administradas pelas prefeituras, a que registrou a maior quantidade de mortes foi a Avenida Doutor João Amaral Gama, em Limeira, com quatro óbitos. Nessa mesma via, um motorista de 23 anos atropelou e matou três pessoas que estavam na calçada, em 26 de março de 2023. Segundo a Guarda Municipal, o carro que o homem dirigia estava em alta velocidade. Exame de bafômetro apontou consumo de bebida alcoólica e ele foi preso. Porém, a prisão foi revogada em maio. Carro atropela e mata três pessoas na calçada em Limeira A seguir, confira quais são as vias municipais da região que registraram maior quantidade de óbitos em 2023: Avenida Doutor João Amaral Gama, em Limeira - 4 mortes Avenida Independência, em Piracicaba - 3 mortes Avenida Comendador Luciano Guidotti, em Piracicaba - 2 mortes Avenida Primeiro de Agosto, em Piracicaba - 2 mortes Avenida Professor Alberto Vollet Sachs, em Piracicaba - 2 mortes Avenida Rio das Pedras, em Piracicaba - 2 mortes Avenida Santa Bárbara, em Santa Bárbara d'Oeste - 2 mortes Estrada Municipal Ivo Macris, em Cosmópolis - 2 mortes Estrada Municipal Pastor Walter Boger, em Engenheiro Coelho - 2 mortes Rua Campos Sales, em Piracicaba - 2 mortes Rua Cecilia Gallucci Furlan, em Piracicaba - 2 mortes Rua Herminio Formigari, em Limeira - 2 mortes Rua Patricio Miguel Carreta, em Águas de São Pedro - 2 mortes Rua Presidente Roosevelt, em Limeira - 2 mortes Rua Professor Rui Corte Brilho, em Limeira - 2 mortes Os números também mostram que aumentou 30,3% o número de mortes por atropelamento na região entre 2022 e 2023. Foram dez óbitos a mais no ano passado em relação ao anterior. Em um dos casos, dois idosos morreram após serem atropelados na Avenida Santa Bárbara, em Santa Bárbara d'Oeste (SP), por um jovem de 18 anos, em 18 de abril de 2023 . O rapaz não era habilitado, segundo a Polícia Militar. Quanto ao tipo de acidente fatal, o mais recorrente no último na região, assim como em 2022, foi a colisão, que é quando os dois veículos envolvidos estão em movimento. Foram 74 registros no último ano. Um deles envolveu a morte de João Vitor Scarassati Soares, de 23 anos. João Vitor Scarassati, de 23 anos, morreu em acidente entre carro e carreta em rodovia de Piracicaba Reprodução/Redes Sociais Ele morreu em uma batida do carro onde estava com a traseira de um caminhão, na Rodovia Geraldo de Barros (SP-304), em Piracicaba, em 4 de julho. Com a batida, o veículo ficou parcialmente incendiado. João Vitor estava dentro da faixa etária que registrou o maior número de mortes no trânsito no ano passado, que é entre 18 e 24 anos. Vinte e oito jovens com essas idades morreram no período. Na sequência, estão os grupos de 25 a 29 anos e 50 a 54 anos. Considerando o total de óbitos, 85,1% das vítimas eram homens. Em 64,6% dos registros, a pessoa que morreu dirigia o veículo. VÍDEOS: Tudo sobre Piracicaba e região Veja mais notícias da região no g1 Piracicaba

FONTE: https://g1.globo.com/sp/piracicaba-regiao/noticia/2024/04/23/com-21-mortes-regiao-de-piracicaba-registra-mes-mais-letal-no-transito-desde-junho-de-2023.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

Peça sua musica pelo nosso WhatsApp (11) 9 7556-6745

Anunciantes