Marido de Ana Hickmann diz que fechou porta na apresentadora durante discussão: 'Vi que machucou o braço'

  • 01/12/2023
(Foto: Reprodução)
Alexandre Correa disse que não agrediu Ana Hickmann, mas confirmou que fechou a porta e atingiu o braço da apresentadora, conforme relatado por ela em boletim de ocorrência e entrevistas. Justiça determinou que divórcio do casal seja feito pela Vara de Família. Empresário Alexandre Correa é casado com a apresentadora Ana Hickmann Reprodução/Redes sociais O empresário Alexandre Correa, marido de Ana Hickmann, confirmou que fechou a porta no braço da apresentadora durante uma discussão entre eles, no dia 11 de novembro. A briga foi relatada por ele em uma entrevista para a rádio Metropolitana FM, na quarta-feira (29). Após a discussão, Ana Hickmann chamou a polícia, que foi até a casa da família, localizada em um condomínio de luxo em Itu (SP). Alexandre já havia deixado o local quando os policiais chegaram. Em seguida, a apresentadora registrou um boletim de ocorrência contra ele por lesão corporal e violência doméstica na delegacia da cidade. Durante a entrevista, Alexandre disse que não agrediu a esposa, mas confirmou que houve uma discussão "acalorada", e que ele não queria que ela ligasse para a polícia, por achar que não havia necessidade. "Não vou falar a palavra agressão, mas sei o que aconteceu no dia 11. Nós estávamos no final do almoço, Ana abordou um tema com Alexandre [filho do casal], e ele começou a chorar compulsivamente. Aquilo me deixou muito abalado e me ausentei. Depois de um tempo, voltei, aí começou uma discussão mais acalorada, pedi que Alexandre saísse. Aí começou a discussão. A discussão foi esquentando, esquentando, esquentando, esquentando", relatou Alexandre. Segundo o empresário, quando Ana disse que chamaria a polícia, ele ficou desesperado. "Ela falou de chamar a polícia e fiquei completamente desesperado. Ela foi ligar para o 190 e passou pela porta. Conforme ela foi passar pela porta e fechar, segurei a porta com o pé e o trinco bateu no braço dela. Vi que machucou o braço, mas ela entrou. Eu não queria que ela ligasse para a polícia, porque não havia necessidade de ligar", contou. No entanto, Alexandre nega que tenha agredido a esposa fisicamente. "Jamais tentei dar uma cabeçada. Não dei chute, soco, tapa, nada. A discussão foi tensa? Foi. Foram usadas palavras pesadas, trocas de acusações. Mas nunca toquei a mão na Ana ou em mulher nenhuma na intenção de agredir fisicamente. Aí, eu fui embora, senão eu seria preso em flagrante", afirmou. Contato com o filho O empresário também falou sobre o contato que tem mantido com o filho, de nove anos, após ter saído da casa da família, em Itu. "Falo de manhã e à noite com ele. Pego ele acordando e dormindo, e a saudade mata a gente. Ana é tão perfeita que me deu o filho mais perfeito do mundo. Fruto da educação que eu e Ana demos. Morro de saudade do meu filho e já chorei tudo que tinha para chorar", revelou. O empresário disse, nas redes sociais, que protocolizou, na segunda-feira (27), um pedido na Justiça para poder ver o filho. O g1 tenta contato com o advogado de Alexandre para comentar as declarações feitas à rádio. Pedido de divórcio No dia 22 de novembro, Ana entrou com um pedido de divórcio de Alexandre. O g1 apurou que a solicitação foi feita com base na Lei Maria da Penha. A modelo e apresentadora também pediu medida protetiva de urgência contra o marido. No entanto, a Justiça negou que o pedido ocorresse pela Vara Criminal e de Violência Doméstica e Familiar e determinou que o divórcio litigioso seja apreciado pela Vara de Família. Entenda como funcionam medidas protetivas Desde 2019, é possível acelerar divórcio, separação ou dissolução de união estável pela Vara de Violência Doméstica com base na Lei Maria da Penha. No entanto, cada pedido depende de uma decisão judicial, e nem sempre os juízes têm a mesma interpretação da lei. No caso de Ana Hickmann, a avaliação foi de que, pela complexidade do caso, que envolve também, por exemplo, patrimônio e guarda dos filhos, o pedido de divórcio foi transferido para a Vara da Família, que usualmente já analisa esse tipo de pedido e deverá fazer uma nova análise. "Trata-se de questões de alta complexidade e especialidade, que ultrapassam os limites e parâmetros circunscritos à competência criminal ou atinente ao rito de celeridade das causas envolvendo violência doméstica e familiar contra a mulher", diz o juiz na decisão, à qual o g1 teve acesso. A recusa do pedido de divórcio com base na Maria da Penha também não significa que o ex de Ana Hickmann irá deixar de responder por violência doméstica. A decisão judicial se refere apenas ao divórcio. O caso Em 11 de novembro, a modelo e apresentadora Ana Hickmann registrou um boletim de ocorrência contra o marido, Alexandre Correa, por lesão corporal e violência doméstica. O registro foi feito na delegacia de Itu, cidade onde o casal morava. Conforme o BO, a modelo relatou que Alexandre a teria pressionado contra a parede e ameaçado agredi-la com uma cabeçada. Ela afirmou que conseguiu afastar o marido e pegar o celular, mas, neste momento, Alexandre teria fechado a porta de correr da cozinha, pressionando o braço esquerdo dela. No dia seguinte ao registro da ocorrência, em 12 de novembro, o empresário confirmou que havia discutido com Ana Hickmann, mas negou que houve agressão, e disse, pelas redes sociais, que "foi uma situação completamente isolada, que não gerou maiores consequências" e que "tudo será esclarecido no momento oportuno". A assessoria da apresentadora disse que Ana Hickmann já prestou todos os esclarecimentos e confia na condução do caso pela Justiça. Ana Hickmann e Alexandre Correa em imagem de dezembro de 2014 Celso Tavares/g1 Veja mais notícias da região no g1 Sorocaba e Jundiaí VÍDEOS: assista às reportagens da TV TEM

FONTE: https://g1.globo.com/sp/sorocaba-jundiai/noticia/2023/12/01/marido-de-ana-hickmann-diz-que-fechou-porta-na-apresentadora-durante-discussao-vi-que-machucou-o-braco.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

Anunciantes