Suspeitos de terem envolvimento com o PCC em Rio Preto e Mirassol são condenados a 45 anos de prisão

  • 24/06/2024
A Operação Axônio, foi deflagrada em março de 2023 pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO). Cinco integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC) de Rio Preto e Mirassol foram condenados. Cinco homens acusados de fazerem parte do Primeiro Comando da Capital (PCC) foram condenados. Os réus são de São José do Rio Preto e Mirassol (SP). Somadas as penas chegam a 45 anos de prisão. 📲 Participe do canal do g1 Rio Preto e Araçatuba no WhatsApp Os investigados foram julgados na 3ª Vara Criminal de São José do Rio Preto a penas que, somadas, chegam a 45 anos de prisão em regime inicial fechado. A operação A "Operação Axônimo" foi iniciada em março de 2023 pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) e 9º BAEP (CPI-5). A operação cumpriu mandados de prisão temporária e de busca e apreensão. Entre os crimes praticados pela facção criminosa estariam tráfico de drogas, assistência ilícita a familiares de presos, práticas como tribunais do crime. O cumprimento dos mandados em São José do Rio Preto e Mirassol contou com atuação de dois promotores de Justiça, sete servidores do Ministério Público do Estado de São Paulo (MPSP) e 55 policiais militares. Veja mais notícias da região em g1 Rio Preto e Araçatuba. VÍDEOS: confira as reportagens da TV TEM

FONTE: https://g1.globo.com/sp/sao-jose-do-rio-preto-aracatuba/noticia/2024/06/24/suspeitos-de-terem-envolvimento-com-o-pcc-em-rio-preto-e-mirassol-sao-condenados-a-45-anos-de-prisao.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

Anunciantes